Os dinossauros e sua história na terra

Os dinossauros e sua história na terra

Fonte da imagem: https://abrilexame.files.wordpress.com/2018/01/2018-01-29t174552z_1389842231_rc121f3247a0_rtrmadp_3_science-dinosaur-e1517265653592.jpg

Os dinossauros não são apenas desenhos animados ou filmes de Hollywood. Eles realmente existiram. Agora, saiba um pouco mais sobre essas criaturas maravilhosas e enormes. Os dinossauros dominaram a Terra durante toda a era Mesozoica. Até hoje há discussões e pesquisas acerca de sua evolução, reprodução e extinção. Acredita-se que apareceram há pelo menos 233 milhões de anos, e que, por mais de 167 milhões de anos, foram o grupo animal dominante na Terra, num período geológico de tempo que vai desde o período Triássico até o final do período Cretáceo, há cerca de 66 milhões de anos, quando um evento catastrófico ocasionou a extinção em massa de quase todos os dinossauros, com exceção de algumas espécies emplumadas, as aves.

O surgimento e a Evolução

No início da era Mesozoica, mais precisamente no fim do período Triássico, há aproximadamente 208 e 245 milhões de anos, ocorreu o aparecimento de animais que dominaram a Terra durante toda essa era, os dinossauros.

Com espécies pequenas (de tamanho comparável ao de uma galinha) e outras que ultrapassavam os 10 metros de altura, os dinossauros tinham hábitos alimentares variados, sendo que algumas espécies eram herbívoras e outras carnívoras (se alimentavam de insetos, anfíbios e até mesmo de outros dinossauros).

Fonte da imagem: http://i4.mirror.co.uk/incoming/article823894.ece/alternates/s615/Tyrannosaurus%20Rex

Dinossauros mais antigos

Cientistas descobriram o que pode ser o dinossauro mais antigo do mundo – ou o parente mais distante desses lagartos gigantes. Ele tem o tamanho de um labrador, mas uma cauda de cinco metros de comprimento. Estima-se que o animal tenha vivido há cerca de 245 milhões de anos – 10 a 15 milhões a mais do que os dinossauros mais antigos conhecidos até o momento. Os ossos fossilizados foram descobertos durante na década de 1930 por um paleontólogo britânico na Tanzânia colonial, e está há décadas no Museu de História Natural de Londres (Reino Unido).

Um estudo anterior do fóssil feito na década de 1950 havia sido inconclusivo. O que pode ser o dinossauro mais velho do planeta era apenas um animal misterioso no museu.

Os ossos pertencem a uma criatura chamada Nyasasaurus parringtoni. “Se o Nyasasaurus parringtoni não é o dinossauro mais velho, então é o parente mais próximo encontrado até agora”, declarou o biólogo Sterling Nesbitt, da Universidade de Washington (EUA), principal autor do estudo.

Os dinossauros mais antigos de que se tem conhecimento viveram no estágio Carniano do Triássico Superior, tendo vivido há mais de 230 milhões de anos. Entre os mais antigos e primitivos dinossauros estão os da família Herrerasauridae, que inclui diversas espécies, como Staurikosaurus pricei (233 milhões de anos atrás), Herrerasaurus ischigualastensis (231,4 milhões de anos atrás), Sanjuansaurus gordilloi (231,4 milhões de anos atrás) e Chindesaurus bryansmalli (entre 235 e 228 milhões de anos atrás).

Dinossauros no Brasil

Primeiro saiba o que é um fóssil. Os fósseis são registros de seres vivos que existiram no passado e que, de alguma forma, foram conservados. Esses seres vivos podem estar preservados em rochas, areia, gelo e, acredite, até mesmo dentro de outro fóssil. Os dinossauros são as grandes estrelas quando falamos em fósseis.

O Brasil tem 21 espécies de dinossauros confirmadas e batizadas. Há casos tidos como duvidosos (o Antarctosaurus brasiliensis: não se sabe dizer se era diferente ou igual a outras espécies) ou indeterminados, e já houve um “rebaixamento” – o Sacisaurus agudoensis (assim chamado porque, entre os ossos encontrados em rochas na cidade gaúcha de Agudo, havia 19 fêmures direitos, mas nenhum esquerdo), anunciado em 2006, foi reclassificado como pertencente a um grupo de répteis distinto.

As duas dezenas parecem poucas comparando com as mais de cem da Argentina, país com extensão territorial três vezes menor que, dias atrás, deu oficialmente ao mundo. No Brasil, um fóssil de um dinossauro gigante de 25 metros de comprimento foi encontrado na década de 1950, mas só foi identificado agora; maior espécie até então media 13 metros. Cientistas divulgaram a descoberta de uma nova espécie de dinossauro, considerada a maior já encontrada no Brasil.

Extinção

Os dinossauros eram grandes animais que habitaram o planeta há milhões de anos, segundo paleontólogos, o surgimento desses animais teria iniciado há, aproximadamente, 220 milhões de anos, dominando a Terra ao longo de toda a Era Mesozoica.

Havia dinossauros de diferentes tamanhos, mas a maioria era enorme e pesava toneladas, tinham uma dieta baseada em carne, frutos, plantas e insetos. Em razão do tamanho, encontravam dificuldades para se locomover.

Há, aproximadamente, 65 milhões de anos os dinossauros desapareceram da Terra, essa extinção sempre foi um dos mais intrigantes enigmas do planeta.

Um grupo de cientistas começou a desvendar esse “quebra-cabeça” ao pesquisar rochas oriundas do fim do mesozoico, a partir dessa análise constaram que nesse período um enorme meteoro colidiu com a superfície terrestre há aproximadamente 65 milhões de anos, os dinossauros foram extintos de nosso planeta. Pelos estudos esse asteroide com cerca de 10 km de diâmetro tenha caído sobre a superfície terrestre, provocando colapso e consequente extinção de todos os organismos vivos que aqui habitavam.

Fonte da imagem: http://s2.glbimg.com/KunmMBArhZg8fgOuvqdTVanXQjg=/e.glbimg.com/og/ed/f/original/2017/05/17/dino.jpg

Fonte do artigo: https://brasilescola.uol.com.br/animais/dinossauros.htm
https://pt.wikipedia.org/wiki/Dinossauros
https://gauchazh.clicrbs.com.br/educacao-e-emprego/noticia/2014/09/Conheca-os-21-dinossauros-descobertos-no-Brasil-4598038.html
https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/o-fim-dos-dinossauros.htm

Matérias Relacionadas

Comentários

estatisticas