Pizzaria se torna mais negócio que tecnologia de iphone

Pizzaria se torna mais negócio que tecnologia de iphone

Uma pizzaria (do italiano pizzeria) é um estabelecimento, normalmente caracterizado como restaurante, cuja especialidade é a venda de pizzas ou demais tipos de massas. E muito comum também, neste seguimento, oferecer serviço de entrega em domicílio.
Se você pudesse aplicar seus recursos em uma pizzaria ou em uma empresa de tecnologia, o que escolheria? Por incrível que pareça, se o seu investimento for em ações, talvez a resposta não seja tão fácil.

Fonte da imagem: https://img.stpu.com.br/?img=https://s3.amazonaws.com/pu-mgr/default/a0RG000000nvuloMAA/597f85c3e4b0a9b2b5c37de1.jpg&w=620&h=400

Montar uma pizzaria tem sido, cada dia mais, um excelente negócio. Várias franquias tem sofrido alta no mercado que chega a números bastante “apetitosos”. Segundo publicação do Quartz (site de notícias. Lançado em 2012 e opera edições na África e na Índia que tem como alvo leitores de alto rendimento, chamando a si mesmo de “um meio de comunicação digital nativo para pessoas de negócios na nova economia global”. Desde 2010, ações da rede de pizzarias Domino’s valorizaram mais de 2000% enquanto papéis da Apple, da Amazon e do Google tiveram ganhos na casa dos 500%. A Domino’s é uma rede americana de pizzarias fundada em 1960 no povoado de Ypslianti, no Estado de Michigan, pelos irmãos Tom e James Monaghan. Meses depois, o último saiu do negócio. Tom, por sua vez, deixou o controle da empresa em 1998. Desde então, seu nome tem sido associado com projetos tão incomuns quanto controversos. A corporação está sediada no Domino’s Farms Office Park em Ann Arbor, Michigan , e incorporada em Delaware . Em fevereiro de 2018, a franquia tornou-se a maior vendedor de pizza do mundo em termos de vendas. Isso reflete não só os caprichos dos mercados de ações, mas uma história interessante de recuperação de uma empresa como a Domino’s, que talvez não tenha o glamour do Google, mas mostrou uma rentabilidade invejável.

Fonte da imagem: https://www.theatlas.com/i/atlas_S18QCJyhe.png

Ainda de acordo com o Quartz, a disparada nas ações da Domino’s está relacionada a uma série de mudanças implementadas na rede de pizzarias desde 2009. Através de um comercial a própria empresa admitiu, naquele mesmo ano, que suas pizzas eram ruins. O recém-nomeado CEO Patrick Doyle apareceu em um anúncio de televisão quebrando o que parecia ser a regra fundamental da publicidade: não falar mal de seu próprio produto. Receitas foram modificadas, itens como saladas e frango entraram para o cardápio e a fama de servir comida com “gosto de papelão” ficou para trás. Com essas mudanças e uma excelente administração e marketing, em 2016, 15% do mercado de pizzarias nos Estados Unidos era da Domino’s.

A Domino´s é a maior rede de pizzaria delivery do mundo. Mesmo sendo uma marca conhecida mundialmente, a Domino´s sabe da importância de agir localmente, de acordo com a particularidade de cada lugar. Esse formato testado e aprovado em mais de 9.500 lojas em 70 países faz da Domino´s um dos maiores cases de sucesso do mundo. Sua expansão internacional começou exatamente no dia 12 de maio de 1983 com a inauguração da primeira unidade na cidade de Winnipeg no Canadá. Nesta época já existiam mais de mil lojas da DOMINO’S PIZZA em atividade. A inauguração da loja na cidade de Reykjavik, na Finlândia, em 1993, estabeleceu um recorde de vendas: na primeira semana foram comercializadas mais de 5.000 pizzas.

Aqui no Brasil a Domino’s obteve o maior crescimento em vendas entre os 73 países em que a marca está presente, conquistando o Franny Awards2013. Assim segue trajetória de expansão e fecha o ano com 117 lojas.

Fonte da imagem: https://inteligencia.rockcontent.com/wp-content/uploads/2018/07/Como-a-Domino%E2%80%99s-pizza-se-tornou-uma-empresa-de-tecnologia.png

Como uma empresa de pizza se tornou um dos maiores exemplos de transformação digital?

Como ocasiões de carryout ainda são maiores que de delivery a adaptação das lojas físicas existentes (além da abertura de novas lojas) se tornou um ponto essencial. A reestruturação das lojas teve como foco um layout que privilegia o carryout e valoriza a visualização pelo cliente do processo de fabricação artesanal das pizzas. Praticamente todo elemento da execução por trás da escalada da Domino’s possui o componente digital — investimentos, organograma, contratações, principais projetos, branding, comunicação. A empresa desenvolve grande parte das inovações e tecnologia dentro de casa (APP, integrações, plataforma). Segundo Executivos da empresa, o maior departamento da matriz agora é o de TI. Segundo algumas fontes, são mais de 500 pessoas no departamento.

Fonte do artigo: https://order.dominos.com.br/sobre-dominos
https://www.bbc.com/portuguese/internacional-38926625
https://exame.abril.com.br/mercados/nos-eua-pizza-valoriza-mais-do-que-iphone/ 
http://mundodasmarcas.blogspot.com/2006/05/dominos-pizza-get-doors-its-dominos.html

Matérias Relacionadas

Comentários

estatisticas